Inspirado em Laila Jacob, um dos meus seres humanos preferidos.

Experimenta, vai, todo mundo devia ter a chance de provar. É o melhor que tem por aí. Se eu fosse você, não deixava passar. Ela é leve, doce e revigorante, que nem suco de morango. Ela é fácil, doida, engraçada, não tem potencial pra biscate e alegra o dia de quem passa. Ela é tipo chocolate, só que melhor. Viciante, empolgante e dizem que faz bem. E quer saber da maior? Ela é de fibra também. Mulherão que enfrenta o que quer, passa chuva e passa sol sem enfraquecer. Ela é tipo picolé. E até quem tá fora vê que ela não vai envelhecer, crescer, se tornar alguém que não é. Talvez esse dia nunca vá chegar. E torço para que não chegue. Não quero ela mulher. Quero ela menina, louca, amiga e com gostinho de brownie com sorvete.

Anúncios